Conversas ao Meio-Dia

Dicas sem fofurice

Monte Verde com crianças

Na primeira vez que fui com a família a Monte Verde há um ano,  levei um baita susto acostumada que estava com a morosidade, com relação à organização turística, das pequenas cidadelas serranas entre os estados de Minas, Rio e São Paulo.  Monte Verde é um pequenino, charmoso e  bastante desenvolvido destino turístico que já entendeu que o turista atual busca experiências completas em suas viagens.

Não faltam opções para o visitante, seja ele quem for. Embora Monte Verde seja conhecido como refúgio para casais em lua de mel, o distrito atende as expectativas dos que buscam aventura e diversão e também  daqueles que procuram sossego.

Curte uma pousada sofisticada e fondue? Tem. Curte se sujar de lama passeando de jipe ou de quadriciclo? Tem. Adora andar a cavalo? Fazer compras?  Tomar banho de cachoeira? Tem tudo e mais. Patinação no gelo, trilhas, mountain bike, passeio de trenzinho, orquidário, arvorismo, tirolesa, ateliês de arte, cervejarias, cafés, boa comida, trutário e um museu da MPB com uma das maiores coleções brasileiras de vinis de diversas épocas.  Monte Verde oferece um número tão grande de opções que dificilmente o turista sai de lá sem a sensação de ter usufruído satisfatoriamente da estada.

São necessárias várias idas e vindas para dar conta de aproveitar tudo que há por lá. Nós, que já fomos duas vezes  na companhia do pequeno, temos  algumas dicas para que você consiga também aproveitar ao máximo sua ida pra lá com crianças.

Aproveite!

Ainda não demos conta de fazer tudo que queremos  em Monte Verde.  Priorizamos as trilhas possíveis com crianças, visitamos as corredeiras da fazenda Itapuá e a Fábrica de Cerveja do Fritz, fizemos umas comprinhas e comemos e bebemos bem. Roteiro de pais trilheiros, cervejeiros e comilões.

Não fizemos o tour de jipe que dizem que vale muito a pena,  ainda não fomos patinar no gelo nem andar de cavalo ou quadriciclo. Se você foi pra lá e tem dicas desses passeios e/ou atividades, deixe aqui dicas para outras pessoas que viajam com crianças!

Gostamos de andar no mato, subir morro e alcançar cumes, adoramos. Da primeira vez que fomos fizemos a Trilha do Platô (710 metros):

Nosso filho estava com exatos 2 anos de idade. Nessa idade, eles pouco caminham na trilha e logo pedem colo. Então, para nós que estávamos sedentários e recomeçando a fazer trilhas pós-entrada no mundo das pessoas com filhos, foi BEM cansativo.

A trilha, embora não muito longa, é pura subida. Carregando criança debaixo de Sol pode virar um martírio. Esteja preparado ou vá quando a criança tiver pelo menos três anos ( quando ela já anda um bom pedaço de trilha revezando períodos em que pede colo).  Mas NOSSA! A vista lá de cima compensa qualquer sacrifício e quanto mais cansado você chega maior a sensação de prazer pela superação, então, se você for meio “passa-mal “ como a gente, se joga que vale a pena!!! Foi demais! Faríamos de novo (será?). Ida e volta parando pra descansar nos vários pequenos mirantes leva quase umas duas horas. Outro jeito de conhecer o Platô é ir pela Trilha do Chapéu do Bispo, bem mais fácil e recomendado com crianças.

Chegando no Platô!

Da segunda vez que fomos, fizemos primeiro a Trilha do Chapéu do Bispo (710 metros):

Trilha bem tranquila, a mais tranquila de todas. Um pouco de subida e uma boa parte de terreno quase plano.  Chega-se ao pé da Pedra do Chapéu do Bispo e não há uma vista fora do comum lá de cima a não ser que se suba na pedra, o que é bem mais complicado (talvez não-recomendado com crianças inclusive). A partir da Pedra do Chapéu do Bispo chega-se com mais dez minutos de caminhada ao Platô. Como disse, a vista a partir do Platô é estonteante, então, vale a pena gastar mais dez minutinhos de ida e dez minutinhos de volta. No total, gasta-se novamente umas duas horas de ida e volta com pequenas paradinhas para descanso nos mirantes. Se for somente até  a Pedra do Chapéu do Bispo leva-se 1 hora e meia mais ou menos.

Depois fizemos a Trilha da Pedra Redonda (926 metros):

Fizemos essa trilha quando o pequeno já estava com quase três aninhos de idade e ele andou pra caramba, praticamente metade da trilha, inclusive subindo as escadas que estão sendo colocadas nos piores trechos de subida (ótimo, não?!).  A maior parte do trecho é de subida, mas achamos relativamente tranquilo. Não temos como comparar com a Trilha do Platô porque quando a fizemos o pequeno só quis colo e nossa percepção foi de cansaço bem mais intenso lá. Do topo da Pedra tem-se uma visão 360°, espetacular. Lá em cima, rolam rajadas fortíssimas de vento, então, é muito prudente levar casacos e segurar os pequenos para que eles nem se aproximem das bordas dos penhascos (aliás nem adultos). Levamos também mais ou menos duas horas de ida e volta com paradinhas para descanso.

Uma boa pedida para quem gosta de cachoeiras é a Trilha de Corredeiras do Itapuá (1,4 Km):

A trilha acompanha a margem do Córrego Cadete, cheia de pequenas corredeiras e quedas d´água. Foi revigorante andar  no meio de tanto verde escutando o barulho da água corrente. Não há muitas subidas e as crianças conseguem andar sozinhas por quase todo o trecho contanto que se tenha o cuidado de não deixar que elas caminhem muito próximas das bordas das pedras. O acesso é através da portaria do Hotel Itapuá e é obrigatório comunicar a entrada na trilha. Dentro deste mesmo hotel, há  a casa dos beija-flores que pode ser visitada mediante agendamento prévio ( é cobrada entrada para visitação). Leve repelente.

Na volta de um desses passeios passe no Empório Cesar para apreciar uma boa cerveja, a casa tem muitas opções nacionais e importadas. As crianças estarão dormindo no carro exaustas do esforço físico.

Foi o que aconteceu com a gente. O pequeno dormiu e pudemos ficar tranquilos conversando como há muito não conseguíamos  num restaurante ou bar. O atendimento é incomparável e o cardápio excelente com variedade de porções e refeições,  almoce por lá quando as crianças acordarem, tem bons pratos kids! E prove os croquetes!

À noite ou à tardinha não deixe de comer fondue com as crianças! O negócio em Monte Verde é pedir rodízio. Sim, rodízio de fondue…(só eu nunca havia ouvido falar disso????). De uma vez só se come todos os fondues… queijo servido com pão, batata, carne de boi, frango, truta, linguiça e “pacabá” frutas no chocolate. Maravilhoso.  Pra isso, gostamos do restaurante Mont Vert. Vale a pena.

Embora poucos estabelecimentos tenham espaço kids, normalmente as crianças são bem-vindas a todos os lugares. O comércio e restaurantes da vila são organizados em diversas galerias e em muitas delas há playgrounds, então, dá para as crianças se distraírem bastante enquanto os adultos fazem compras ou enquanto se espera a comida, uma “mão-na-roda”.

Tem muita coisa legal pra comprar em Monte Verde. Malharias, casas de artesanato, souvenirs, decoração, queijos, licores, sabonetes e chocolates. Uma perdição de lojinhas e chocolate quente a cada esquina. A vila está recebendo um calçamento para o inverno deste ano, então, vai ficar bem tranquilo de circular por lá com carrinho de bebê também.

Os pais ou responsáveis podem se revezar cuidando das crianças para que um dos adultos possa visitar a Fábrica de Cerveja do Fritz (visita gratuita e agendada ).  Dentro do Restaurante do Fritz, colado à fábrica, há espaço kids. A visita é rápida e dá pra ficar por lá com os pequenos tomando um bom chopp, enquanto um dos pais visita a fábrica.

Como  Monte Verde é muito bem estruturada para receber turistas, há opções de hospedagem e alimentação para todos os gostos e bolsos.

Para aproveitar a estadia para relaxar e descansar hospede-se  em acomodações com banheira de hidromassagem, quase todas as pousadas tem essa opção em função do local ser destino de muitos recém-casados. Bom para os adultos que relaxam e ótimo para as crianças que se divertem também dentro do quarto.

Tá esperando o que? Tudo de bom e um pouco mais, corre pra lá e volta aqui pra contar como foi!

Licença Creative Commons

O trabalho Monte Verde com crianças de Elba Oliveira foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial – CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.

Este texto possui uma licença Creative Commons BY-NC-SA 3.0.
Você pode copiar e redistribuir este texto na rede. Porém, pedimos que o nome da autora e o link para o post original sejam informados claramente. Disseminar informação na internet também significa informar a seus leitores quem a produziu.
Mais sobre Monte Verde:

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tagged , , , , , ,

Compartilhe!

About Elba Oliveira

Eu gosto de subir MONTANHAS, de presenciar MiLAGRES e de chorar de ALEGRIA. Gosto de pequenas SURPRESAS e preciso de P-A-U-S-A-S. DETESTO falar sobre AMENIDADES e ter que respeitar O TEMPO DAS COISAS. Defendo o PROTAGONISMO e a AUTENTICIDADE em todos os momentos como genuínas formas de MUDAR O MUNDO, que pra mim se divide entre as PESSOAS POR QUEM LUTO E AS PESSOAS POR QUEM MORRERIA. Procuro VIVER tudo até o LIMITE, quero viver 100 ANOS. Sou SOCIÓLOGA. Sou NETA, FILHA, SOBRINHA, IRMÃ, ENTEADA, PRIMA, ESPOSA, TIA e MÃE, nessa ORDEM. Estou APRENDENDO A ESCREVER como aos cinco anos. Sou GRATA e ESPERO O MELHOR que a vida possa me dar DIARIAMENTE.

View all posts by Elba Oliveira →

Related Posts

Posts recentes
  • Concurso Empreender e Maternar: Terceiro colocado
  • Concurso Empreender e Maternar: Segundo colocado
  • Concurso Empreender e Maternar: Primeiro colocado
  • As vencedoras do Concurso Empreender e Maternar
  • Concurso Cultural “Empreender e Maternar: Mas como, bela?” – Comissão Julgadora
  • Concurso Cultural “Empreender e Maternar: Mas como, bela?” – Regulamento
  • Concurso Cultural “Empreender e Maternar: Mas como, bela?”
  • Xô Preguiça!
Recomendamos!
people follow

Parceiros
Outras conversas

Conversas na rede
Twitter
Categorias

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 37 assinantes

Arquivos

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 37 assinantes


Hit Counter provided by orange county plumbing