começoEsta é minha terceira gravidez. Tenho um um filho, tive um aborto espontâneo e agora estou grávida de novo. Três mundos e, desta vez, o pior deles em termos dos benditos “sintomas”. Passei MESMO mal – coisa que não tinha acontecido (pelo menos não na intensidade em que foi) nas outras vezes. Conversando com a mulherada prenha da internet chegamos à conclusão de que segunda e terceira gravidez é sempre isso. Talvez seja porque na primeira o deslumbre não nos deixe tempo para vômito! Ah …que fofo!

Como me sinto agora autoridade no assunto (e, portanto, apta a escrever sobre ele), aí vão algumas características e dicas para enfrentar os males de cada de cada fase.

Primeiro trimestre:

  1. O primeiro sintoma a ser considerado é ausência de menstrução: sinal de que houve fecundação. Mas atenção: Há casos de gente que continua menstruando mesmo grávida. Tenho uma amiga que só descobriu a gravidez aos 4 meses de gestação porque achou que estava com alguma infecção pelo “inchaço” da barriga. Ela menstruava, e normalmente, mas a maior parte das mulheres pára de menstruar. Se você é “regulada” e atrasou, a chance é ENORME. Corra fazer um teste de farmácia. Hoje em dia os testes, desde que seguidas as instruções de uso, acusam a gravidez com quase 100% de certeza.  Pra se ter idéia, tem médico que já nem pede o exame de laboratório pra confirmar. E quanto antes começar o pré-natal, melhor;
  2. Seios aumentados e doloridos também é batata, digo leite! Peitos aumentam se a gente ganha peso,  se está de tpm ou se está grávida. Mas seios de grávida aumentam muito e repentinamente, ficam bonitões de uma hora pra outra.  Desconfie. É o primeiro sintoma de gravidez pra quase todo mundo. Compre sutiens novos próprios para grávidas (parece besteira, mas eles propiciam um conforto inenarrável), evite deitar-se de bruços e se der coceira nos bicos já entre no clima de mãe e use pomada para assaduras;
  3. Enjoos e tonturas. São muito frequentes, embora tenha gente que não sinta absolutamente nenhum mal estar do tipo.  Nesta gestação, eu passei MUITO mal com isso no primeiro trimestre, como se tivesse passado três meses numa canoinha em alto mar. Foi fantástico, muito fofo mesmo. Tinha que comer de hora em hora pra não ter a sensação de que ia morrer e juro que não estou sendo trágica. Descubra o que desencadeia o enjoo e evite as situações. Se for fome, coma. Se forem cheiros específicos, evite-os na medida do possível. Se forem comidas específicas, evite-as também. Comer demais enjoa, então coma pouco;
  4. Fome esquisita. É fome de qualquer coisa que traga muita satisfação e muito conforto. No meu caso era fome de miojo, coca-cola e danoninho. Só. Comia isso e ficava ótima. Dali a uma hora… Miojo, coca-coca e danoninho. Sim, porcaria de primeiríssima, mas fazer o quê? Era o que me confortava. Era a única coisa que eu conseguia comer, era a única coisa que eu queria comer.  Tente comer coisas saudáveis, mas dê ao seu corpo o que ele pede desde que não seja palha de aço com gasolina. Aos três meses de gravidez passa. Com doze semanas melhorei tanto disso que passei a viver de alface e maçã;
  5. Olfato superhiperultramega desenvolvido, descompensado mesmo. Eu sentia o cheiro dos gatos da vizinha do andar de baixo como se eles estivessem miando no meu colo. Tentava beber leite e parecia que estava engolindo uma vaca, sentia o cheiro da gasolina a duas quadras do posto. Piora muito os enjoos. Imagine o que passei quando precisei pegar um taxi e dei o azar de o taxista usar desodorante Avanço. Não têm o que fazer, ore para que passe;
  6.  Cansaço e muito sono. Como estava impossível levantar por causa dos enjoos, eu já aproveitava e dormia. Três meses dormindo oito horas durante a noite e oito horas durante o dia. Sonão de quebrante mesmo, daqueles que impedem a gente de mudar de posição no sofá. Há quem diga que é uma fase de identificação com o bebê, que passamos a dormir como eles… Bem, eu acho que durante esse período eu “embebezei” mesmo: pegava o cobertozinho a la Charlie Brown e quase comprei uma chupeta. Peça compreensão dos moradores da casa, peça ajuda da família, da vizinha… E durma! É uma avalanche de hormônios e tudo isso é só seu corpo se adaptando a eles;
  7. Com o sono, vem também frio, um pouco de falta de ar ou qualquer outra coisa. Loucura, sensibilidade temporária. Achamos tudo lindo ou tudo feio do nada. Choro por qualquer coisa… O que fazer?  Durma, coma, chore, se encapote, tome sol, tome chuva, tome banho gelado, beba suco de limão. De novo, dê ao seu corpo e ao seu ser o que ele precisa;

Paciência e força!

Normalmente todos ou quase todos os sintomas do primeiro trimestre desaparecem como por mágica quando completamos 12 semanas de gestação. Os meus sumiram ou diminuíram muito. Eles são substituídos por outras sensações menos perturbadoras, bem menos incômodas. E o segundo trimestre é o mais tranquilo da gestação!

Leia AQUI os sintomas do segundo trimestre de gestação.

Leia AQUI os sintomas do terceiro trimestre de gestação.

 

Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Este texto possui uma licença Creative Commons BY-NC-SA 3.0. Você pode copiar e redistribuir este texto na rede. Porém, pedimos que o nome da autora e o link para o post original sejam informados claramente. Disseminar informação na internet também significa informar a seus leitores quem a produziu.

 

 

 

Elba Oliveira é mãe do Rafael e do Joaquim, nas horas vagas trabalha com o que gosta: Coaching, Maternagem e Empreendedorismo. Gosta do novo, do feito, da força e da brisa que sente no pico mais alto de cada montanha. Leva os bacuris onde vai.

Elba Oliveira

15 Comentários

  • Responder
    3 de setembro de 2013

    Me senti uma grávida melhor agora. Segunda gestação, enjoos bem bacanas (por enquanto sem vômito) e vontade de comer porcaria, fritura, condimento, catchup, mostarda, maionese, doce, chocolate, enfim, tudo que não faz parte the minha vida normal. E batata frita então! Por mim comeria de manhã, no almoço, no lanche e no jantar… E sim, o nariz sensível é cruel e piora MUITO os enjoos.

  • Responder
    Elba Oliveira
    3 de setembro de 2013

    e as "obstreta" mandando a gente comer folhas verde escuras…hahahahahahahahah

  • Responder
    3 de setembro de 2013

    Elba Oliveira , você não frisou o suficiente as alterações de humor… às vezes tenho pena do meu marido…

  • Responder
    3 de setembro de 2013

    Parabéns! Fiquei super feliz com a novidade!

  • Responder
    Elba Oliveira
    4 de setembro de 2013

    É, não tive muito isso e acabou passando batido!

  • Responder
    4 de setembro de 2013

    "cuma"???? Entendi bem???? Eba!!!!

  • Responder
    4 de setembro de 2013

    Nossa! Foi muito confortante ler esse texto… Apesar de não relatar as enxaquecas terríveis que estou sentindo, já me alivia muito saber que todos os outros sintomas são comuns! Obrigada por compartilhar sua experiência e acalmar nossos corações!

  • Responder
    Marina Fernandes
    4 de setembro de 2013

    Vc tá grávida Dani?! ;)

  • Responder
    4 de setembro de 2013

    gente que mundo mais conectado esse nosso… conheci a Elba em Sao Jose nos mês passado! Eu amei a noticia flor! Que seu filhote traga muita luz e muita paz na vida de voces.. bjks <3

  • Responder
    Elba Oliveira
    4 de setembro de 2013

    Dani, acabei esquecendo dos males de que não sofri muito, quase não tive dores de cabeça e alterações de humor (que uma amiga também disse que esqueci) … Fico feliz que se sinta menos ET com a gravidez, rsrsrrs E Irene Demetrescu… Somos mais conectadas do que você imagina!!!!! <3

  • Responder
    5 de setembro de 2013

    dani, que novidade é essa??? ainda não deu certo de me tornar sua companheira de clínica…rs

  • Responder
    5 de setembro de 2013

    kkkkkkkkkkkkkkk! Eu tive um sono que deus me livre! Nas duas gestações foram uma coisa inenarrável! Eu quase cochilava na frente de paciente, os olhos fechavam sozinhos. Resultado: comecei a deixar janelas ao longo the tarde. Eu meio que morria durante meia hora, aí voltava outra. E o frio, esse não me abandonou. A Pirulita roubou o calor do meu corpo quando confirmei sua existência e assim a coisa se mantém até hoje. Juro, é normal você me ver de blusa no Natal.

  • Responder
    Elba Oliveira
    5 de setembro de 2013

    eu me escondia no banheiro da repartição pra dormir…que situação!

Conversas ao Meio dia - 2014 | Todos os direitos reservados!
Tema Reportage | Personalizado por Estúdio Jabuticaba

Hit Counter provided by orange county plumbing